Artigos

As 8 dicas rápidas para lidar com a ansiedade

Sua preparação está sendo prejudicada pela ansiedade? Se você sofre com esse mal, continue lendo, pois eu vou mostrar aqui como você pode lidar melhor com esse problema.

A ansiedade é apontada como um problema por grande parte das pessoas que buscam se preparar para um concurso público. É comum o candidato se sentir pressionado pela expectativa criada em torno de um resultado que depende exclusivamente de seu desempenho e que pode mudar sua vida e a vida da sua família.

Sintomas

Existem diversos sintomas que você pode estar sentindo a ansiedade na sua preparação. Os principais sintomas desse “mal” são os seguintes:

  • Dificuldades para lidar com a pressão familiar – esse é um dos principais fatores que contribui com o aparecimento da ansiedade. Muitos têm a ideia de que precisam passar na prova de qualquer jeito porque sua família espera esse resultado. Cada encontro familiar vira um tormento. Lá vem aquela tia perguntar quando é que você vai passar, dizer que o fulaninho estudou só 3 meses e passou para Auditor da Receita, etc.
  • Dificuldade em se concentrar  – é o fator que mais deixa o candidato ansioso. Naturalmente, sem concentração o conhecimento não é absorvido. O tempo vai passando e o você não consegue estudar ou o estudo não rende.
  • O receio de não estar estudando corretamente – muitos concurseiros têm a sensação de que não estão estudando corretamente, que precisam estudar mais horas, com outro método ou com materiais melhores.
  • Sensação de perda de tempo – o candidato pensa que pode estar perdendo seu tempo estudando, achando que toda sua rotina de estudos não dará em nada, que perderá muito tempo e não alcançará seu objetivo. Essa sensação é muito comum entre os concurseiros.
  • A fixação para saber quando irá sair o edital – isso gera uma ansiedade controversa, uma vez que o candidato fica ansioso para que o edital saia, mas na maioria das vezes fica mais ansioso com sua saída, porque sente que ainda não está preparado para realizar a prova. Quem sofre desse mal acaba passando mais tempo buscando notícias do concurso que se preparando para ele.

    Oito Dicas

8 dicas para lidar com a ansiedade nos concursos públicos

Lidar com a ansiedade na preparação para um concurso público é uma parte importante da caminhada para atingir o sucesso. Abaixo trago as principais dicas que podem ajudar a lidar com a ansiedade nos concursos públicos:

1º – Esqueça a perfeição

Ninguém é perfeito e você também não será. Todos nós temos problemas e enfrentamos nossas dificuldades. Se não dá para estudar nesse dia as “x” horas que você estava querendo, estude menos, mas estude!

Se você tem um compromisso inadiável, estude quando voltar ou antes de sair (mas estude). Saia da inércia. Se não dá para fazer o “ideal”, faça o que é possível.

Nem sempre o que funciona para outra pessoa funcionará para você da mesma forma. Escolha o método que funcione melhor para você e esqueça o resto. Ao invés de pensar no que você não tem, vire seu foco para o que você pode fazer.

2º – Evite falar sobre concursos com seus amigos e parentes.

Se a pressão familiar está te atrapalhando, “corte o mal pela raiz”. Não precisa deixar de conviver com ninguém, mas fale de outras coisas. Eles quase certamente não entendem a dificuldade de uma preparação para concursos e não sabem o que você está passando.

Você não pode se esquecer que o maior interessado em passar no concurso é você mesmo. Pare de carregar a responsabilidade de atender as expectativas dos seus familiares e passe a focar apenas no que você precisa fazer para atingir seus objetivos.

3º  – Tenha uma dieta balanceada e equilibrada

Você é o que você come! Aqui a “chave” é a moderação. Se você comer demais, irá se sentir pesado e com sono. Se comer pouco, terá dificuldades de se concentrar durante muito tempo (sim, seu cérebro consome muuuito e precisa de “combustível”).

Faça uma dieta balanceada e equilibrada rica em vitaminas e sais minerais, para manter o corpo e a mente fortes, saudáveis e ficar cheio de disposição.

4º – Pratique exercícios físicos

Praticar exercícios físicos é muito positivo porque, além de cuidar da saúde, produzem endorfinas e ajudam a relaxar, diminuindo o estresse e aansiedade.

Não precisa ser nada extenuante, mas mexer o corpo ajuda a manter a mente alerta também. As atividades mais recomendadas seriam a natação, a ioga, o tai chi chuan, o pilates e o alongamento. Se você praticar durante duas a três vezes por semana, por cerca de 50 minutos a cada sessão, irá se sentir muito melhor.

A natação é considerada o exercício físico mais completo para o corpo e ainda ajuda muito no quesito respiração e concentração.  A ioga permite uma concentração completa, combinando retidão interior e controle da respiração.

O tai chi chuan pode ser uma técnica de relaxamento muito eficaz, além de elevar o nível de concentração e a prática da paciência. Já o Pilates ajuda a eliminar o estresse e é excelente para aperfeiçoar a concentração e o controle da respiração.

Finalmente, o alongamento é indicado para fazer após toda prática de exercícios físicos ou até para “desentortar” o corpo depois de várias horas de estudo.

5º – Meditação – a arma secreta

Poucas pessoas conhecem o poder da meditação.

A meditação é um instrumento essencial para desenvolver seu autoconhecimento e encontrar equilíbrio. Todo o processo se inicia e termina com o relaxamento, com a limpeza da sua mente.

Escolha uma posição confortável, pois a ideia é se manter na mesma durante todo o tempo que estiver meditando. Pode ser a posição de lótus ou até deitado de costas.

O ambiente deve estar calmo para que você possa se concentrar apenas em sua respiração enquanto seus pensamentos e preocupações se dissipam, deixando espaço apenas para sua concentração nos seus batimentos cardíacos.

Comece praticando por cinco a dez minutos por dia, e vá aumentando conforme se sentir mais à vontade. Faça do processo da meditação um hábito e aproveite. Reserve um tempo para meditar diariamente. Encare a meditação como um momento para passar consigo mesmo e avaliar suas decisões e atitudes.

São inúmeros os benefícios da meditação e sem dúvida alguma, diminuir a ansiedade é um deles.

6º – Tome um calmante (ou estimulante) natural

Quando se sentir muito agitado, tome um calmante natural, como chás de camomila ou valeriana. Estas ervas estão disponíveis em lojas ou farmácias de produtos naturais.

Já alguns estimulantes naturais como o Ginseng siberiano e o Ginkgo Biloba prometem aumentar a concentração e a retenção da memória. Os dois são facilmente encontrados em farmácias.

Outra dica (mulheres adoram ;-p) é simplesmente comer uma barra de chocolate, que é um estimulante natural e ainda fornece glicose para o seu cérebro (o combustível dele). Uma xícara de chá preto ou café também cai muito bem sempre que se sentir cansado.

Mas fique atento: o uso excessivo de estimulantes naturais pode interferir na qualidade do seu sono. Não é aconselhável tomar nenhum estimulante próximo do seu horário de dormir.

7º – Faça uma massagem

Passar uma vez por semana por uma sessão de massagem relaxante pode ser muito benéfico para o candidato que está muito ansioso. A massagem ajudará a remover todos os nós de tensão acumulados ao longo da jornada de estudos.

Mesmo que qualquer tipo de massagem possa ser benéfico no processo contra a ansiedade, a mais indicada para ajudar a contê-la e eliminar o estresse é a massagem relaxante. Uma sessão pode durar entre 1h e 1:30h e custa em média R$50,00 a R$100,00 nas grandes cidades.

8º – Organize seu ambiente de estudo

Organize sua mesa de estudo e tenha seus materiais em ordem. Você deve encarar sua preparação como um “profissional”. Quanto mais limpo e organizado seu ambiente de estudo, mais focado você ficará.

Tente ao máximo deixar o mundo externo de fora do seu ambiente de estudo! Encontrar seu foco é o primeiro passo para aprender a se concentrar.


Gostou das dicas? Então me mande uma mensagem dizendo qual tema você quer que eu aborde no próximo e-mail!

É isso ai, estamos juntos nessa caminhada.

​​​​​​​Grande abraço e até a próxima!


Publicado em: 28 de fevereiro de 2018


2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *